8/5/2015 - Oncologista pediátrica do HAC participa de evento no Uruguai

   Nos dias 24 e 25 de abril, ocorreu em Montevidéu, Uruguai, a 1ª Jornada Latinoamericana de Hemato-Oncologia Infantil, organizada por um grupo de oncologistas latinoamericanos e estudiosos da área. O encontro reuniu profissionais do Peru, México, Argentina e Brasil, entre eles, a oncologista pediátrica do Hospital Amaral Carvalho (HAC), dra. Claudia Teresa Oliveira e o dr. Alejandro Maurício Arancibia, um dos fundadores do Consórcio Latinoamericano de Enfermidades Hemato-Oncológicas Pediátricas (Clehop) e o responsável pela iniciativa no Brasil.
   Dos temas apresentados, tiveram destaque os resultados de tratamentos hematológicos e oncológicos infantis na América Latina. A médica do Hospital do Câncer de Jaú, responsável pela ala pediátrica da instituição, falou sobre a estrutura de trabalho e a incidência de casos nos últimos 13 anos na região. “Também citei o serviço de Transplante de Medula Óssea do HAC, referência nacional e um dos centros que mais realiza o procedimento no País”, disse.
  
Primeiro passo
   De acordo com a dra. Claudia, a partir da jornada está se formando o Clehop, para troca de experiências entre os integrantes. “Nosso objetivo é criar um registro epidemiológico das patologias, melhorar a qualidade dos cuidados e medidas de suporte no tratamento do câncer infantojuvenil”, explica.
   O encontro foi o primeiro passo rumo ao fortalecimento da política de prevenção e detecção precoce do câncer e doenças hematológicas em crianças, além de contribuir para maior disponibilidade e qualidade dos meios diagnósticos e terapêuticos, e elaborar estratégias de tratamento das diferentes patologias.
   A médica ressalta que o Clehop terá apoio de grupos e instituições internacionais, como a Associação Hemato-Oncológica Pediátrica Centro Americana (Ahopca), Grupo Argentino de Tratamento das Leucemias Agudas (Gatla) e Cure4Kids (ligado ao Hospital St. Judes – Memphis, EUA). “Certamente essa integração é um momento importante e muito contribuirá para a melhora nos resultados de cura de nossas crianças. Estamos motivados e empenhados”, completa dra. Claudia.

Autor: Ariane Urbanetto / Foto: Divulgação