Faça sua Doação Faça sua doação para o Amaral Carvalho, o Hospital do Câncer que trabalha com ética e transparência na luta pela vida.

Hipertensão arterial pode ser controlada

   Dor de cabeça, tontura, mal-estar e sangramento nasal podem ser sinais de alerta de hipertensão arterial. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 30 milhões de brasileiros sofrem da doença popularmente conhecida como pressão alta. A enfermeira do trabalho Renata Palma Fusco, do Hospital Amaral Carvalho (HAC), dá orientações sobre a doença.
   Patologia crônica causada por elevados níveis de pressão sanguínea nas artérias, a hipertensão arterial nem sempre é percebida. “Ocorre quando o calibre (largura) da artéria fica reduzido. Assim, a passagem do sangue cria resistência e faz com que o coração se esforce para empurrá-lo, consequentemente a pressão se torna máxima”, explica.
   Renata conta que a pressão alta pode se desenvolver de forma hereditária ou habitual. “Causas como genética, excesso de peso, sedentarismo e alimentação inadequada, principalmente com abuso de sal, são fatores que podem desencadear a hipertensão. Já o tabagismo não está diretamente ligado, mas é arriscado em doenças cardiovasculares”.
   “A pressão arterial pode lesionar as artérias, reduzir a visão, danificar os rins e ocasionar derrame cerebral, acidente vascular cerebral (AVC) e infarto”, ressalta a profissional.

Tratamento e indicação
   Os remédios para pressão alta têm a finalidade de dilatar a artéria para voltar ao calibre normal. “Quem desenvolve esse distúrbio deve tomar medicamentos regularmente, com orientação médica para manter a pressão controlada. Se tiver qualquer dúvida, o paciente deve conversar com seu médico. Além disso, é importante seguir corretamente o tratamento e ir às consultas regularmente”, comenta a enfermeira.
   A profissional chama a atenção para que todos dediquem um pouco de tempo à prática de atividade física, como caminhar, pedalar, nadar ou dançar. “Qualquer tipo de esporte é bem-vindo, desde que supervisionado por um profissional e acompanhado de uma alimentação equilibrada, sem excessos”, afirma.
   O controle do estresse também é fator fundamental. “Tente administrar seus problemas de uma maneira mais tranquila, pois isso ajuda no controle da pressão”, completa Renata.

Autor: Departamento de Comunicação e Marketing