20/2/2015 - Ação quer mobilizar público jovem com redes sociais

Além do Comércio, o Hospital Amaral Carvalho também desafiou a Casa Ronald McDonald Jaú para a Selfie do Bem. A gerente administrativa da entidade, Paula Nobre, acredita ser importante mobilizar, principalmente, o público jovem, porque há real necessidade do uso das bolsas de sangue. A casa abriga crianças e adolescentes com câncer e hemopatias (doenças do sangue) que dependem das doações para andamento do tratamento.

Ela espera que seja um sucesso e que estimule a população, como já ocorreu com outras campanhas que circularam nas redes sociais. A escriturária de enfermagem Dayane Pires, 24 anos, doou sangue pela primeira vez ontem para o Hemonúcleo Regional de Jaú. Para ela, a sensação de ajudar o próximo é gostosa e pretende recomendar a ação para outras pessoas.

Dayane também gostaria de doar plaquetas, mas suas veias não apresentavam a espessura necessária para o procedimento. Por outro lado, o comerciante José Paulo Ramalho, 47 anos, doa sangue a cada três ou quatro meses desde os 18 anos.

Ele começou a ação porque, na época, um parente próximo precisou de sangue. Ramalho adquiriu o hábito e, com os irmãos, comparece ao hemonúcleo para realizar o ato de solidariedade. (DA REDAÇÃO)

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

Fonte: Jornal Comércio do Jahu

URL: http://migre.me/oGEBo