04/10/2013 - Programas de Residência Médica do HAC passam por vistoria para recredenciamento

   Toda instituição brasileira que deseja manter um Programa de Residência Médica (PRM) deve ser credenciada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). A autorização é válida por 5 anos e, após o vencimento, avaliadores inscritos em um banco público, são enviados pela comissão para realizarem vistorias para o recredenciamento.
   No dia 1 de outubro, o Hospital Amaral Carvalho (HAC) recebeu o avaliador Vinicius Nina, que realizou vistoria para recredenciamento dos Programas de Residência Médica das áreas de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Radioterapia, Mastologia e Transplante de Medula Óssea.
   Na ocasião, o avaliador se reuniu com os residentes médicos e visitou as enfermarias e ambulatórios de cada especialidade a ser recredenciada, acompanhado dos respectivos preceptores. Além disso, preencheu a documentação necessária a ser enviada para a plenária do CNRM, para que seja emitido o parecer sobre o recredenciamento dos programas.
   De acordo com a diretora de Desenvolvimento em Saúde do HAC, Cristina Trigo Martins Moro, as vistorias garantem que os programas sejam avaliados quanto à qualidade de aprendizagem que é oferecida aos futuros especialistas.
 

O radioterapeuta Batista de Oliveira Junior, o hematologista Vergílio Antonio Rensi Colturato, o avaliador Vinicius Nina, o urologista e presidente da comissão de residência médica do Hospital Amaral Carvalho Renato Prado Costa e o mastologista Ailton Joioso

Autor: Ariane Urbanetto