14/05/2020 - Hospital Amaral Carvalho promove reencontro de pai e filho após quatro meses

O Hospital Amaral Carvalho promoveu nesta semana um reencontro emocionante. Rosemberg Santana Torres é pai de Gabriel Vieira do Nascimento Torres, de 11 anos, ambos de Manaus/AM. Em outubro do ano passado, Gabriel e a mãe, Giselli Vieira do Nascimento Torres, se mudaram para Jaú para tratamento e o pai continuou em Manaus por causa do trabalho como supervisor de Recursos Humanos. Neste tempo, o contato entre o menino e o pai, distante mais de 3.650 quilômetros, era apenas por vídeo chamada.
Desde os três anos de idade, o pequeno luta contra o câncer. Depois de vários tratamentos na capital amazonense, foi transferido para realizar um transplante de medula óssea no Hospital Amaral Carvalho de Jaú, maior transplantador de medula óssea do Brasil e referência na América Latina para esse tipo de tratamento.
Depois de procurar por um doador compatível, no dia 23 de janeiro desse ano, Gabriel recebeu nova medula de uma doadora brasileira 100% compatível. A recuperação vinha sendo satisfatória nos 100 primeiros dias do transplante, até que há duas semanas, exames constataram novo câncer. O Sistema Único de Saúde (SUS) encaminhou Gabriel para fazer o tratamento de quimioterapia em Manaus para só depois desse tratamento reencaminhá-lo de volta para Jaú para novo transplante - esse é um procedimento padrão do SUS, tratamento considerado primário apenas no estado de origem do doente e tratamento de alta complexidade em centros de referência em outros estados. Acontece que nenhum hospital do Amazonas pôde receber o menino por causa do caos vivido no sistema de saúde amazonense por causa da pandemia do Coronavírus.
Para cumprir sua missão filantrópica, o Amaral Carvalho assumiu o tratamento de quimioterapia do Gabriel, mesmo sem receber pelo serviço, considerado caro. Assim, Gabriel terá que ficar mais um período em Jaú para tentar conter o avanço da doença e depois tentar um novo transplante de medula óssea.

Reencontro
Ao saber da situação do filho, Rosemberg começou a tentar passagens de avião de Manaus para Bauru, a fim de poder rever Gabriel. A última vez que eles se viram foi no dia 6 de fevereiro desse ano, logo após o último transplante. Depois de muitas tentativas, o pai saiu de Manaus acompanhado da madrinha de Gabriel no dia 7 e com várias conexões pela limitação de voos, chegou a Jaú apenas na madrugada da última sexta-feira, dia 8.
Mas a angústia do pai ainda teve mais um capítulo. Por morar numa cidade considerada endêmica para o Coronavírus, Rosemberg e a cunhada precisaram realizar exame para COVID-19. O material para o teste foi colhido e enviado para um laboratório particular em São Paulo, pago pelo Hospital Amaral Carvalho. Apesar de testarem negativo, o pai e a tia precisaram vestir roupas apropriadas para evitar possível contaminação e puderam, enfim, matar a saudade. “Vê-lo pessoalmente, ouvir sua voz ao vivo, foi muito emocionante. Agradeço ao Hospital por proporcionar esse reencontro, tão esperado, com todos os cuidados necessários para segurança do meu filho. Logo estaremos em casa.”

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

  • Rosemberg reencontra o filho e a esposa após meses separados

    Rosemberg reencontra o filho e a esposa após meses separados

Autor: Fernando Schwarz