23/06/2014 - Grupo Remédicos do Riso do HAC atua na pediatria da Santa Casa de Jaú

   A partir do dia 18 de junho, voluntários do Remédicos do Riso, do Hospital Amaral Carvalho (HAC), passam a atuar na ala pediátrica da Santa Casa de Misericórdia de Jahu. O grupo de doutores-palhaços desenvolve trabalho voluntário no Hospital do Câncer de Jaú há mais de 13 anos e, há aproximadamente um ano, por meio de contrato de cooperação da instituição com o hospital geral da cidade, interage semanalmente com os pacientes da hemodiálise.
   O diretor de Logística e Apoio do HAC, Eduardo Tadeu Guedes Piragino explica que o projeto se estendeu à pediatria da Santa Casa por solicitação da direção da instituição, que percebeu a importância da trupe de voluntários para os pacientes, tendo como base os resultados positivos obtidos com os da hemodiálise.
   Rogerio Fabre, um dos coordenadores do Remédicos do Riso, conta que atualmente uma dupla ou trio de clowns (palhaços) visita uma vez por semana, em dias alternados os pacientes da hemodiálise. “Vamos aproveitar essas atuações para estender a visita às crianças da pediatria”, afirma.

Desafios
   Em quase um ano de atuação no hospital geral, Rogerio ressalta que os membros do grupo aprenderam muito sobre a abordagem dos pacientes da hemodiálise, o que foi um desafio. “Neste setor não há rotatividade, são quase sempre as mesmas pessoas, por isso, o voluntário deve apresentar algo novo em cada visita, o que nos motiva a buscar novos meios de interação.”
   O coordenador, que também participa das escalas de visita à Santa Casa, comenta que no início houve um pouco de resistência dos pacientes que não conheciam o trabalho do Remédicos do Riso. “Aos poucos, fomos ganhando a confiança e amizade deles. Hoje, conhecemos um a um, e eles aguardam a nossa chegada”, relata.
   Na pediatria da Santa Casa, mais um desafio. Mas Rogerio comenta que, com a bagagem que Remédicos do Riso tem pelas atuações há mais de uma década na Pediatria do Hospital Amaral Carvalho, e o apoio das psicólogas e oficinas para troca de experiências entre os membros do grupo, será mais uma experiência exitosa. “Estamos felizes com essa novidade e certos de que será um belo trabalho”.

Autor: Ariane Urbanetto