29/11/2019 - Paciente do HAC conhece doador de medula que ajudou a salvar sua vida

  De 21 a 24 de novembro, Curitiba/PR foi sede da primeira edição dos Jogos Brasileiros para Transplantados, organização da Associação Brasileira de Transplantados. A atividade esportiva reuniu aproximadamente 60 atletas de todo o País, que passaram por transplante de órgãos e receberam uma nova chance de viver.
   Conhecido por ser um embaixador da solidariedade, incentivando doações de sangue, plaquetas e medula óssea, o paciente do Hospital Amaral Carvalho (HAC) Carlos Rezende, de Mato Grosso do Sul/MG, participou das competições de corrida, arremesso de peso e salto em distância, o que lhe rendeu três medalhas.
   Mas o ponto alto do evento para ele, foi encontrar a pessoa que, há três anos, ajudou a salvar sua vida: durante a cerimônia de abertura dos Jogos, no salão nobre da Prefeitura, Carlão conheceu o doador da medula compatível com a sua, Luiz Eduardo de Andrade, de Rio Azul/PR. “Foi uma emoção indescritível. Muito carinho e gratidão ao Dudu, que é um verdadeiro irmão de sangue”, disse.
   Carlão destaca que, mais que concorrer a medalhas, os Jogos foram uma oportunidade de celebrar a vida e incentivar ao gesto solidário que é a doação de órgãos.

 


Paciente do HAC, Carlos Rezende ganhou três medalhas nos Jogos Brasileiros para Transplantados


Mas o ponto alto do evento para ele, foi encontrar a pessoa que ajudou a salvar sua vida: o doador da medula compatível com a sua, Luiz Eduardo de Andrade
 

Autor: Ariane Urbanetto