Faça sua Doação Faça sua doação para o Amaral Carvalho, o Hospital do Câncer que trabalha com ética e transparência na luta pela vida.

29/11/2018 - HAC tem melhor trabalho em Transplante de Medula Óssea no Hemo 2018

    O serviço de Transplante de Medula Óssea (TMO) do Hospital Amaral Carvalho (HAC) mais uma vez foi reconhecido pela excelência. O centro mais produtivo do País recebeu o prêmio durante o Congresso da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, o HEMO 2018, que ocorreu em São Paulo no início de novembro.
   Renomados especialistas brasileiros e convidados internacionais divulgaram estudos e avanços em Hematologia. A Hematologista do HAC Maura Ikoma apresentou o trabalho eleito como melhor em TMO e conta ter sido uma honra representar a instituição. “Encaminhamos esse e  outros trabalhos  dos serviços de Hematologia e de TMO, mas sem pretensão que fosse premiado. A seleção foi realizada dentre 1.200 avaliados pela Comissão Científica do HEMO". 
   A médica falou sobre a significância clínica do estudo da Doença Residual Mínima (DRM) por Citometria de Fluxo. “Mostramos dados do nosso serviço de TMO, num tema ainda muito difícil de ser abordado, que é DRM em Leucemia Mielóide Aguda (LMA) por citometria de fluxo. Por que difícil? Porque, internacionalmente, ainda não há consenso sobre as melhores estratégias para essa avaliação, e nossos resultados foram superponíveis aos publicados por serviços de referência em citometria de fluxo da Europa e dos EUA”, destacou.
   Esse não foi o único trabalho do TMO premiado em 2019: em fevereiro, no encontro anual da Associação Americana de TMO e do Registro Internacional de Transplantes de Medula Óssea (CIBMTR), em Salt Lake City, o HAC recebeu mérito pela apresentação de resumo sobre padronização de informações nos prontuários para facilitar o gerenciamento de dados – apresentado pelo gerente de dados, Anderson Simioni; e em agosto, no XXII Congresso da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea, no Rio de Janeiro, a instituição ganhou o prêmio Mary Flowers, de melhor trabalho em transplante alogênico de medula óssea, envolvendo infecções virais, sob orientação da Profª Doutora Clarisse Machado.    
   Segundo Dra. Maura, os prêmios são importantes para a instituição, pois reconhecem a qualidade dos serviços prestados aos pacientes e representam o respeito da comunidade científica brasileira. Para os pacientes, asseguram melhorias contínuas para atendê-los cada vez melhor.

 

Autor: Ariane Urbanetto