25/6/2018 - Equipe orienta sobre a prevenção de doenças respiratórias

   Com a chegada da época mais fria do ano, doenças respiratórias como resfriados e gripe se disseminam facilmente e podem prejudicar pessoas com o sistema imunológico fragilizado, entre elas, pacientes em tratamento oncológico. Pensando nisso, o Serviço de Controle da Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Amaral Carvalho (HAC) reforçou as instruções aos internados e hóspedes das Casas de Apoio.
   Febre, dor de garganta e no corpo, coriza e até mesmo dificuldade de respirar são sintomas comuns desse tipo de doença que pode ser transmitida através do contato com pessoas infectadas que eliminam secreções pela tosse e espirro. O objetivo do SCIH é conscientizar os pacientes, acompanhantes e funcionários sobre as medidas simples que podem ajudar a prevenir a contaminação. “A higienização frequente das mãos com água e sabonete líquido ou solução alcoólica 70% é a principal delas”, ressalta a enfermeira Telma Batistim.
   A equipe orienta a evitar locais sem ventilação ou com grande quantidade de pessoas, não ficar próximo daqueles que apresentam sinais de gripe e não colocar as mãos nos olhos, boca e nariz, além de receber a vacina anualmente, se possível. “Quem apresentar os sintomas deve cobrir o nariz e boca com lenços, de preferência descartáveis, sempre que tossir ou espirrar, e descartar o papel após o uso”, afirma a profissional.
   De acordo com Telma, a população deve estar atenta aos sinais e se prevenir. “Os integrantes do grupo de risco, como idosos e pessoas em tratamento de câncer ou pré e pós-transplantados, devem ter cuidado redobrado para que não ocorra agravamento ou complicações. Gripe é assunto sério e pode ser evitada”.
   A enfermeira comenta que se surgirem os sintomas é importante procurar atendimento médico, para diagnóstico e tratamento adequado.

Autor: Ariane Urbanetto