27/02/2018 - Especialista do HAC participa de simpósio de medicina nuclear

O Hospital Amaral Carvalho (HAC) será representado pelo médico Alexandre Ribeiro de Amorim Brandão, especialista em medicina nuclear, no XIII Simpósio Edwaldo Camargo – PET/CT e SPECT/CT em Oncologia, que será realizado em Campinas nos dias 15 e 16 de março. O evento, promovido pelo Grupo MND – Medicina Nuclear (unidade de Campinas) em parceria com a Unicamp, tem como pauta nesta edição a aplicação da medicina nuclear para diagnóstico e tratamento de cânceres do trato gastrointestinal e de pulmão.
No HAC, o serviço de medicina nuclear – tecnologia utilizada desde 2010 - realiza em média 1000 exames por mês, e o PET-CT é um dos que mais produz no País. Segundo Brandão, a medicina nuclear está em pleno desenvolvimento. “A cada ano temos novos radiofármacos, cada vez mais específicos para cada tipo de tumor, principalmente na área de PET-CT. Sendo assim, participar de congressos como esse é fundamental para nos atualizarmos e oferecermos o melhor que a medicina nuclear pode oferecer para nossos pacientes”.
Referências mundiais na especialidade, os médicos Gary Ulaner, do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, de Nova Iorque, Homer A. Macapinlac, chefe da Divisão de Medicina Nuclear do MD Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas, e Rathan Subramaniam, chefe da Divisão de Medicina Nuclear e diretor médico do Programa Cyclotron, da UT Sowthwestern, são destaques da programação do simpósio.

Sobre o Hospital Amaral Carvalho
O Hospital Amaral Carvalho atende por ano cerca de 70 mil pacientes e realiza mais de 1 milhão de procedimentos, como quimioterapia e radioterapia. Em 2017, teve custo de R$ 260 milhões. Além de se destacar pelo atendimento oncológico humanizado, é o centro que mais realiza transplantes de medula óssea no Hemisfério Sul.

 

Autor: Juliana Parra