15/10/2013 - HAC promove orientação odontológica para crianças e adolescentes com câncer

   Explicar para uma criança que ela deve escovar os dentes após cada refeição, utilizar o fio dental diariamente e que deve evitar certos alimentos, como doces, por exemplo, não é tarefa fácil e exige reforço constante. Pensando na importância da prevenção de doenças bucais, especialmente para pacientes em tratamento oncológico, o serviço de Odontologia do Hospital Amaral Carvalho (HAC) realizou no mês das crianças palestra de orientação aos pacientes da ala pediátrica da instituição e seus acompanhantes.
   O Encontro de Prevenção Bucal, que chegou à 3ª edição anual, ocorreu no último dia 10, no Ambulatório de Pediatria do HAC e contou com mais de 50 participantes. O evento, de acordo com a cirurgiã dentista Priscila Delamano Criado, é educativo e visa conscientizar os participantes sobre os benefícios de manter a boca saudável. “Os diferentes tratamentos de câncer podem afetar todas as partes do corpo, inclusive a boca, e se o paciente não tiver os devidos cuidados, pode aumentar os riscos de desenvolver efeitos colaterais”, afirma.
    Cuidar da saúde bucal é cuidar da saúde do corpo como um todo. A  condição bucal favorável do paciente oncológico promove não só a saúde local, mas reduz os riscos de agravar ou provocar inflamações e infecções que podem interferir no tratamento de câncer. “É importante que no ambiente hospitalar os problemas bucais não sejam relevados em função da doença sistêmica, uma vez que a cavidade bucal pode ser fonte de disseminação de microorganismos patogênicos,” relata Priscila.

Orientação constante
   Para evitar vários problemas como dor, desconforto, problemas estéticos e até infecções que podem afetar outras partes do corpo, é necessário manter sempre saudáveis os dentes e gengivas. Por isso, semanalmente, a cirurgiã dentista realiza visitas à enfermaria da Pediatria para orientar, examinar e tratar das crianças e adolescentes, a fim de promover melhora nas condições gerais e bem-estar dos pacientes hospitalizados.

Todos juntos
    A saúde bucal das crianças é um processo extremamente importante. “Os pais, apesar de saberem da importância desse fator para o tratamento da criança, acabam a deixando em segundo plano, em virtude das condições clínicas do paciente, e pouco se sentem motivados ou têm conhecimento de como realizar uma boa higiene”, ressalta a profissional.
    Portanto, para que o tratamento odontológico seja eficiente, devem ser orientados também os familiares, o cuidador e os profissionais da saúde envolvidos no tratamento do paciente.

Dicas
   — A prática de bons hábitos de cuidados dentários começa antes de nascer o primeiro dente de leite. De gengivas saudáveis, crescem dentes sadios, por isso, a higienização pode ser feita com gaze ou fralda umedecida com água filtrada.
    — Com o aparecimento do primeiro dente de leite, a higiene deve ser feita com escova de dente macia e de cabeça pequena.
    — Para remover a placa bacteriana que provoca cárie e gengivite, a criança deve escovar os dentes após cada refeição e antes de dormir.
    — Atenção para os cremes dentais apropriados à idade e sempre em pequena quantidade.
    — A escovação deve ser supervisionada pelos pais até que as crianças tenham coordenação motora e possam fazer sozinhos, com segurança.
    — Ensinar e estimular o uso do fio dental desde a infância faz com que a criança tenha este hábito para toda a vida.
   — O enxaguatório bucal desenvolvido para as crianças com flúor e sem álcool é um complemento importante da higiene bucal, pois ajuda a eliminar as bactérias que causam a gengivite, a placa bacteriana, o mau hálito e a cárie dentária, atuando onde a escova dentária não alcança.
    — Evitar o consumo de alimentos açucarados (doces, balas, chicletes etc.) nos períodos entre as refeições.
 

A odontologista Priscila Delamano Criado com os pacientes

Autor: Ariane Urbanetto