23/08/2017 - Debaixo de chuva, leilão de Arealva reúne 12 mil pessoas em prol do Hospital Amaral Carvalho

   Nem a forte chuva do último domingo (20) tirou o brilho do 8º Leilão Solidário, realizado em Jacuba, no distrito de Arealva, em benefício das ações sociais do Hospital Amaral Carvalho (HAC). Os números oficiais do evento ainda estão sendo computados pela organização, mas já temos o resultado parcial: cerca de 12 mil pessoas foram prestigiar a festa, e somente o leilão de animais movimentou mais de R$ 500 mil.
   Integrante do Circuito de Leilões da Federação Brasileira das Entidades de Combate ao Câncer (Febec), o 8º Leilão Solidário é uma promoção do grupo de voluntários Amigos de Jacuba e 2D Leilões, com apoio de empresas de toda a região.
   De acordo com João Roberto Vicari, o João Tufão, um dos organizadores, cerca de 450 voluntários trabalharam para a realização do evento, que foi um sucesso, mesmo com o mau tempo. “O resultado foi além de nossas expectativas. Não esperávamos que tanta gente fosse comparecer. A chuva não deu trégua, mas, mesmo assim, o espírito solidário das pessoas prevaleceu”, avalia.
   Para o diretor de Apoio Social do HAC, Eduardo Piragino, essa edição só comprovou todo o comprometimento dos organizadores e voluntários e a solidariedade dos visitantes: “No evento deste ano notei algo diferente, muito mais revelador e inspirador. Tivemos a grande barreira do mau tempo, corroborando para que as pessoas não saíssem de casa e se deslocassem pelas adversidades que poderiam encontrar, mas vimos que o que as levou a Arealva foi realmente a causa em prol dos pacientes do Hospital Amaral Carvalho”. 

Voluntários

   O engenheiro Marco Bastos, de Reginópolis, trabalha como voluntário há anos arrebanhando animais para o leilão. “Sempre ajudei na realização, pedindo bezerros e cavalos para meus amigos e conhecidos.  Em 2015 precisei do hospital e senti na pele como é importante todo esse trabalho. Poder ajudar é muito melhor do que ser ajudado”.
   Empresário do setor agro, Odécio Viotto, de Aparecida de São Manuel, doou uma prenda para o leilão. “Sou fabricante de arreios para o Brasil todo, e há cinco anos faço a doação de um ornamento para o evento. É muito bonito ver tanta gente, tantas empresas engajadas pela mesma causa”.
   Kátia Silva, de Bauru, foi prestigiar a festa porque sabe da importância do trabalho realizado em benefício dos pacientes do HAC. “Todos aqui se dão de corpo e alma pelo hospital. Não podia deixar de comparecer, mesmo debaixo dessa chuva. Tive um tio e uma amiga que precisaram do Amaral Carvalho e foram muito bem atendidos e cuidados”, declarou.
   Paulo Scarafissi, de Lucianópolis, também esteve presente e acabou arrematando no leilão um cavalo quarto-de-milha por R$ 30 mil. “Não sou criador de cavalos, mas comprei o animal pela causa”, afirmou.
   Com apenas 9 anos de idade, Ryan Silva marcou presença no evento. Sua família adquiriu uma minimotocicleta, que foi doada pelo empresário João Marcos Rocha, da Adventure Off Road, de Botucatu. “Eu sempre quis uma moto e consegui de forma especial: ajudando o Hospital Amaral Carvalho”, falou o garoto.
   Além do leilão de animais e prendas, o evento contou com o tradicional Encontro de Jipeiros do Centro Oeste Paulista, música ao vivo, praça de alimentação e sorteio de prêmios (confira os ganhadores).

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

Autor: Juliana Parra