Faça sua Doação Faça sua doação para o Amaral Carvalho, o Hospital do Câncer que trabalha com ética e transparência na luta pela vida.

2/12/2016 - Animais de estimação alegram vida de garota com câncer

   Desde pequena, a estudante Karyne Ribeiro, hoje com 15 anos, tornou-se conhecida no bairro onde mora em São Luiz pela paixão por animais. Ela já domesticou macaco, cotia, paca, garça, mas seu grande xodó é o periquito Nicolau, de três anos. O amor pelos bichos é herança do pai, Seu Carlos Alberto, que cria ao menos 40 galinhas no quintal de casa.

    
Karine em sua casa no Maranhão

    Quando fala dos mascotes, Karyne abre um largo sorriso e seus olhos brilham… de emoção e saudade. Ela está longe de casa para tratar de um câncer, diagnosticado em janeiro deste ano.
    Paciente do Hospital Amaral Carvalho (HAC), o Hospital do Câncer do Brasil, localizado em Jaú, interior paulista, Karyne talvez seja submetida a um transplante de medula óssea, que lhe dará maior chance de cura. A realização do procedimento ainda está sendo avaliada pelos médicos, e Karyne já tem uma doadora disponível: sua irmã Karlene, 31 anos.
    “Desde quando descobrimos o câncer, Karyne vem fazendo quimioterapia e, graças a Deus, está respondendo bem ao tratamento. O próximo passo seria o transplante. Estamos confiantes”, afirma Karlene.
    Karyne diz estar se sentindo muito bem. Sua aparência é realmente ótima. Quem não a conhece jamais desconfiaria que ela passa por um problema sério de saúde, a não ser pela calvície, resultado das sessões de quimio. “No começo, eu nem sabia o que eu tinha. Só me sentia um pouco cansada. Quando fui internada pela primeira vez em São Luiz e li no lençol 'Hospital do Câncer', fiquei assustada. E quando a médica disse que eu estava com uma doença grave, aí, então, chorei”, lembra a menina. “Mas agora já estou bem. E o cabelo vai crescer de novo”, aposta.
    Por incrível que pareça, durante a conversa com Karyne num dos corredores do HAC de Jaú, o câncer foi assunto passageiro. Ela se empolgou tanto ao falar de sua rotina lá em São Luiz, que o principal tema desta reportagem acabou ficando de lado.
    “Acordo bem cedo todos os dias para ajudar 'mainha' (sua mãe, quem ela chama carinhosamente de mainha) com as tarefas da casa. Eu varro a sala e os quartos e arrumo o que está fora do lugar. Depois faço as atividades da escola, cuido do meu sobrinho e, finalmente, fico livre para brincar com meus animais”, conta com alegria.
    Nicolau, o periquito; Loro, o papagaio; e Lobinho, o cãozinho, são os protagonistas da brincadeira. “Nicolau é um bebezinho. Ele é manso e até vira de barriga para cima pra gente fazer carinho. O Lobinho vale por dois: é muito bagunceiro. Ele vive correndo atrás do Nicolau! Já o Loro é mais arisco e cheio de manias. Ele só fala quando chove. Adora chuva. Mas na maior parte do tempo ele apenas grita”, diz a garota, soltando uma gargalhada.

    
"O Lobinho vale por dois: é muito bagunceiro"

    Depois do almoço, o compromisso de Karyne é com a escola. “Adoro estudar, só não gosto muito de matemática”, confessa.  Este ano ela não está frequentando as aulas devido ao tratamento. “Essa é minha maior preocupação, mas sei que logo estarei de volta”, diz com certo alívio.
    Durante a semana os compromissos da adolescente são sempre os mesmos, e aos domingos ela evangeliza crianças de dois a 12 anos na igreja que frequenta. Esporadicamente visita os avós e sempre que pode viaja para o interior do Maranhão. “Lá (no interior), as praias são lindas e a natureza, mais preservada. Adoro ir à praia”, diz.
    O amor pelos animais, a compaixão pelo seu semelhante e a admiração pela natureza se tornam sentimentos comuns por quem passa por um câncer ou outra doença grave. São experiências que, de fato, transformam a maneira de pensar das pessoas, quase sempre para melhor, mas com Karyne não foi bem assim…
    Ela traz consigo, desde sempre, valores que fazem dessa jovem maranhense uma pessoa especial, cheia de bondade, de caráter. Talvez seja por esse motivo que uma vida tão simples, mas repleta de afeto, lhe traga tanta alegria de viver.
   E o que Karyne mais espera é se livrar de vez do câncer para voltar a sua rotina no Maranhão.

“A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana”. (Charles Darwin)

    
Nicolau e Loro: duas das melhores companhias de Karine

Autor: Juliana Parra / Fotos: Arquivo pessoal