13/10/2016 - Diagnóstico precoce de câncer salva vida da mãe do levantador Rodriguinho

   O diagnóstico precoce de um câncer salvou a vida de dona Maricilda, mãe do levantador Rodriguinho, da equipe Volei Brasil Kirin, de Campinas, que no último dia 8 entrou em quadra para a semifinal do campeonato paulista contra o Sesi-SP carregando uma faixa de apoio à campanha Outubro Rosa – de prevenção do câncer de mama – do Hospital Amaral Carvalho (HAC).
   “Em 2009, minha mãe descobriu um tipo de câncer e a doença voltou duas vezes. 'Ela era técnica de voleibol, nunca bebeu, nunca fumou e sempre levou uma vida saudável. E, como não há nenhum histórico da doença na família, nunca pensamos que fosse acontecer com ela”, contou.
   Rodriguinho jogava na Itália quando soube da notícia. “Foi muito difícil, mas graças a Deus e ao fato dela ter descoberto cedo deu tudo certo. Passou por três cirurgias e hoje está muito bem. Por isso é importante apoiar campanhas de prevenção e diagnóstico precoce”, avaliou o atleta.
   A faixa alusiva à campanha foi exibida no fim do jogo, realizado no ginásio Taquaral, em Campinas.  Com a casa lotada (2600 pessoas – capacidade máxima), a iniciativa foi aplaudida em pé por torcedores de Campinas e de São Paulo.
   Os meninos da Brasil Kirin perderam a partida por três sets a um, e vão para mais uma disputa contra o Sesi em São Paulo, no ginásio da Vila Leopoldina.


Equipe Volei Brasil Kirin com a faixa de apoio à campanha Outubro Rosa do Hospital Amaral Carvalho

Autor: Juliana Parra