6/9/2016 - Bandidos estão usando identidade de doentes para aplicar golpes em nome de hospital

Quando alguém está hospitalizado ou passando por tratamento de saúde, é comum que seus familiares sejam contatados pela equipe do serviço que presta o atendimento. No entanto, nunca são solicitados dados complementares e pagamentos de procedimentos, remédios ou exames por telefone.


Os golpes têm sido cada vez mais frequentes em hospitais brasileiros: a família, fragilizada pelo momento difícil, torna-se alvo de estelionatários, oportunistas que têm acesso a informações sobre o doente e entram em contato para obter vantagens financeiras.


Para evitar essa situação e garantir a segurança dos usuários, o Hospital Amaral Carvalho promove a campanha “Fique Atento”, com alertas aos pacientes e acompanhantes. A ação ressalta a importância do sigilo de informações. “Destacamos medidas simples como não fornecer dados pessoais por telefone ou a quem não seja funcionário da instituição, além de evitar comentários com estranhos sobre o tratamento”, relata a presidente da Comissão de Humanização, Vanessa de Moraes.

A profissional explica que, se um familiar receber ligações relacionadas ao doente, não deve agir de maneira precipitada. “Sabemos que o momento é confuso e estressante, mas as pessoas precisam ficar atentas. Observe se as chamadas são de celulares ou com códigos de área diferentes. Não efetue pagamentos por depósitos bancários, mesmo que seja solicitado com urgência. Nenhum médico ou profissional do Hospital Amaral Carvalho faz ligações durante o período de internação para os ramais dos quartos/apartamentos ou para celulares particulares solicitando pagamentos. Sempre que tiver dúvidas, ligue ou vá pessoalmente até o hospital para esclarecer e receber orientações da equipe”, enfatiza.

Com anúncios em diferentes áreas do hospital, o objetivo da mobilização é evitar constrangimentos e exposição dos doentes e seus familiares. “O alerta serve também aos funcionários e voluntários, que não devem discutir casos ou divulgar nomes e procedimentos realizados”.

   O Hospital Amaral Carvalho prioriza o atendimento humanizado e está sempre à disposição para acolher os usuários dos serviços. “Temos também a Ouvidoria, onde podem ser registradas queixas, elogios ou sugestões: uma ferramenta importante de apoio ao paciente”, completa Vanessa.

Serviço
Hospital Amaral Carvalho
Rua Dona Silvéria, 150 – Jaú, SP.
Informações pelo telefone (14) 3602-1200
Ouvidoria (14) 3602-1388

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

Fonte: São Carlos em Rede

URL: http://migre.me/uYtGc