14/7/2016 - Amaral Carvalho "se veste" de verde em apoio à campanha de prevenção de câncer de cabeça e pescoço

   Neste mês, o Hospital Amaral Carvalho (HAC), referência em tratamento de cânceres no Brasil, se veste de verde em apoio à Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço “Julho Verde”, cujo objetivo é alertar a população sobre a doença. Só em 2015 no HAC foram atendidos mais de 6 mil pacientes com algum tipo de câncer de cabeça e pescoço, 10% a mais em relação ao ano anterior.
   A incidência do câncer de cabeça e pescoço é 20 vezes maior em indivíduos que bebem e fumam, mas, nos últimos anos, a infecção pelo papilomavírus (HPV) tem sido responsável pelo aumento dos casos, principalmente pelo desenvolvimento de tumores na faringe. Uma das formas de contágio do HPV é por meio da prática de sexo oral.
   Entre os sintomas do câncer de cabeça e pescoço estão nódulo persistente no pescoço, principalmente quando não desaparece espontaneamente em até 21 dias, é endurecido e cresce progressivamente, lesão na boca que não cicatriza espontaneamente em até 21 dias e rouquidão por mais de três semanas, em especial em fumantes e consumidores frequentes de bebidas alcoólicas. Tais manifestações servem de alerta para a procura com urgência de um cirurgião de cabeça e pescoço ou otorrinolaringologista, já que podem ser indicativos da doença.
   De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), no Brasil, há 14 milhões de indivíduos em risco de desenvolver a doença, que afeta, principalmente, pessoas na faixa etária produtiva.
   Segundo o médico Afonso do Carmo Javaroni, cirurgião de cabeça e pescoço, otorrinolaringologista do HAC e um dos coordenadores da campanha Julho Verde na região de Jaú, todo ano quase 350 mil vidas são perdidas por causa do câncer de cabeça e pescoço, e o número de casos novos é o dobro disso. Para chamar a atenção do mundo para os cuidados e controle do câncer de cabeça e pescoço, a Federação Internacional de Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço instituiu o dia 27 de julho como o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço. E o Hospital Amaral Carvalho, unido a outras organizações contra o câncer, apoia programas de conscientização, como a campanha Julho Verde. “A campanha visa alertar a população quanto aos riscos da doença e a importância do diagnóstico precoce, fortalecer os sistemas de saúde, aprimorar o atendimento e trazer educação continuada, atualizando conhecimentos e habilidades. Dessa forma podemos prevenir o sofrimento e a perda de tantas vidas”, disse Javoroni.
   “Devemos, sim, difundir informações para que a população, frente a um desses sinais ou sintomas, procure um cirurgião de cabeça e pescoço ou otorrinolaringologista para ser avaliado o mais precoce possível”, completou o médico.

Sobre o Departamento de Cabeça e Pescoço do HAC
O Hospital Amaral Carvalho é pioneiro no serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, com atendimento voltado a pacientes com diagnóstico de câncer ou forte suspeita da doença nas vias superiores, pele da face e da região cervical, das glândulas salivares e tireóide.
Os encaminhamentos ao hospital são feitos por guia de atendimento das secretarias municipais de saúde. Após análise do quadro clínico, é agendada uma consulta, sendo os casos mais graves atendidos preferencialmente.


O cirurgião de Cabeça e Pescoço, Afonso do Carmo Javaroni: “A campanha visa alertar a população
quanto aos riscos da doença e a importância do diagnóstico precoce, fortalecer os sistemas de saúde,
aprimorar o atendimento e trazer educação continuada, atualizando conhecimentos e habilidades.
Dessa forma podemos prevenir o sofrimento e a perda de tantas vidas.”

Autor: Juliana Parra / Foto: Ariane Urbanetto