6/6/2016 - Amaral Carvalho terá 1º Curso de Oncoplastia e Reconstrução Mamária do Estado de São Paulo com canchela da Sociedade Brasileira de Mastologia

   O Hospital Amaral Carvalho (HAC), em Jaú, sediará a partir de julho de 2016 o primeiro Curso de Oncoplastia e Reconstrução Mamária realizado no Estado de São Paulo com a chancela da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM). Com duração de 10 meses, o curso é destinado a médicos com Título de Especialista em Mastologia. São apenas 12 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas no site da SBM (www.sbmastologia.com.br).
   Conforme o mastologista do HAC e coordenador local do curso, João Ricardo Auler Paloschi, a Sociedade Brasileira de Mastologia tem fomentado a formação e o aperfeiçoamento de mastologistas nesta área para ampliar o número de profissionais aptos para esse tipo de procedimento, minimizando os efeitos deletérios cirúrgicos e emocionais na recuperação das pacientes tratadas de um câncer de mama, proporcionando melhores resultados estéticos finais.
   Uma das preocupações das mulheres que enfrentam o câncer de mama é perder uma ou ambas as mamas. Essa mutilação, seja ela parcial ou total, pode ter efeitos negativos para a autoestima da mulher, podendo comprometer, assim, sua recuperação. A cirurgia oncoplástica e reconstrutiva da mama vem atender exatamente essa demanda, se constituindo numa nova arma para o melhor enfrentamento da doença e dos efeitos de seu tratamento. Ainda, através dessas técnicas a serem incorporadas no dia a dia dos mastologistas, poderemos ter como consequência, inclusive a diminuição das indicações de cirurgias maiores, as mastectomias, com maiores possibilidades de cirurgias conservadoras das mamas, além das reconstruções mamárias imediatas e de simetrizações, o que aproxima esteticamente, a mama reconstruída ou não, da mama contralateral, sã.
   “A SBM tem estimulado  com que as cirurgias mastológicas sejam feitas com melhor qualidade estética possível. O objetivo desse curso é justamente esse: acoplar técnicas da cirurgia oncológica à técnicas da cirurgia plástica para que tenhamos resultados estéticos melhores em relação às cirurgias conservadoras e em relação a simetrizações das mamas, sejam elas com reconstrução total ou não. Desta forma, podemos fazer com que as pacientes saiam de uma cirurgia oncológica de maneira menos traumática, obtendo alguns ganhos estéticos que tragam tranquilidade maior, melhor qualidade de vida e uma forma mais leve e confiante de enfrentar a doença”, ressalta Paloschi.
   O primeiro curso de oncoplastia no Hospital Amaral Carvalho terá 10 módulos, sendo ministrado um módulo por mês. “Cada módulo terá três dias de duração com aulas teóricas e práticas, que incluem  cirurgias e  ambulatórios, por meio dos quais teremos um "feedback" dos resultados dos casos operados em módulos anteriores, o que nos permitirá ir afinando a técnica com o passar do curso”, explica o mastologista do HAC.
   Para o médico, a realização desse curso no Hospital Amaral Carvalho será um marco histórico tanto para o hospital quanto para a Sociedade Brasileira de Mastologia. “A cirurgia oncoplástica mamária é atualmente uma das maiores evoluções do tratamento cirúrgico do câncer de mama.  Receberemos professores da SBM e convidados internacionais para ministrar as aulas. Isso demonstra o reconhecimento do Hospital Amaral Carvalho pela Sociedade Brasileira de Mastologia, não só como centro de referência nacional no tratamento mastológico no Brasil e o importante trabalho que temos feito, como a nós confia, sediarmos tão importante evento nacional em nosso hospital. Mais do que uma honra é uma imensa responsabilidade que estamos prontos a assumir”.
   Para a aula inaugural está prevista a presença do presidente da SBM, Ruffo de Freitas Júnior.
  Médicos do Brasil inteiro podem se inscrever. Os currículos serão submetidos à prévia análise para o ingresso do médico ao curso.

Sobre o Departamento de Mastologia
   O Departamento de Mastologia do Hospital Amaral Carvalho iniciou seus trabalhos há mais de 30 anos, antes mesmo de a mastologia ser reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina, e tem como responsável médico o mastologista Dr. José Roberto Fígaro Caldeira.
Obviamente o foco está voltado na prevenção, diagnóstico e tratamento das patologias mamárias, principalmente do câncer de mama, que tem a  maior incidência nas mulheres dentre todos os outros tipos de câncer nelas incidentes.
   Outro objetivo importante do Departamento de Mastologia está relacionado ao ensino médico, no caso, a residência em mastologia, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) desde 2004. Muitos médicos no Brasil adquiriram sua formação mastológica e agora exercem em suas cidades, inclusive de outros estados do Brasil, a mastologia aqui aprendida.
   Desde 2004 também o Departamento de Mastologia mantém, numa  parceria entre o Hospital Amaral Carvalho e a Secretaria de Saúde do Município de Jaú, o Pró-Mama (Programa de Prevenção Primária e Diagnóstico Precoce do Câncer de Mama), um programa que já atendeu e continua atendendo milhares de pacientes de Jaú, oferecendo exames imaginológicos das mamas, consultas médicas e diagnosticando precocemente o câncer de mama, além de diagnosticar e tratar também inúmeras pacientes com patologias benignas das mamas.
   Entre os novos projetos, um deles prestes a se concretizar, está o Centro Mastológico de Alta Resolutividade no diagnóstico e tratamento do câncer de mama, que consistirá em oferecer numa única consulta médica todos os procedimentos necessários para o diagnóstico definitivo da patologia mamária, motivo da consulta de uma determinada paciente no Departamento de Mastologia. Dessa forma, uma paciente terá reduzida a necessidade de idas e vindas  ao hospital, reduzindo custos, riscos, tempo, etc... , resultando num diagnóstico mais preciso, eficiente, confortável e rápido, acelerando o tratamento da doença e, principalmente, melhorando as condições de curabilidade, com cirurgias e tratamentos adjuvantes  menos agressivos.

Autor: Juliana Parra