23/12/2015 - Hematologista do Amaral Carvalho divulga instituição em eventos científicos

   A Hematologista Maura Rosane Valério Ikoma atua no Amaral Carvalho desde 1996, auxiliando no desenvolvimento do hospital e representando a instituição em eventos científicos nacionais e internacionais.
   A médica, responsável pelo Laboratório de Citometria de Fluxo e responsável-técnica pelos Laboratórios de Alta Complexidade da instituição do hospital, esteve em Zurick (Suíça), no começo de novembro, para expor os resultados identificados no Amaral Carvalho, de detecção da Doença Residual Mínima em Leucemia Linfoblástica Aguda, relacionados ao transplante de medula óssea, no Simpósio da ESLHO (European Scientific Foudation of Laboratory Hemato Oncology).
   Entre os dias 18 e 22 do mesmo mês, participou do Congresso Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia, expondo dois trabalhos desenvolvidos pela equipe do Laboratório de Citometria de Fluxo sobre o diagnóstico de Hemoglobinúria Paroxística Noturna. “Essa doença rara só é detectada pela citometria de fluxo e nosso laboratório é um dos que utilizam a técnica de alta sensibilidade no Brasil, tanto para diagnóstico, quanto para acompanhamento da doença pós-transplante”, conta.
   Em outubro, a especialista apresentou outro estudo sobre Doença Residual Mínima, em sessão plenária do Congresso da ICCS (International Clinical Cytometry Society), para aproximadamente 300 pessoas, nos Estados Unidos. “Foi uma experiência incrível. Tiveram poucos convidados estrangeiros e eu fui escolhida por mérito da qualidade do trabalho realizado no hospital”, relatou.
   Para ela, é gratificante buscar atualizações e ser reconhecida pelo serviço. “Nesses eventos, o nome do Hospital Amaral Carvalho sempre é referenciado e isso é um estímulo para continuarmos inovando no nosso laboratório”, ressalta.

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

Autor: Departamento de Comunicação e Marketing / Fotos: Arquivo pessoal