Quando o sabotador é você

   Milhares de pessoas sofrem com a autossabotagem, comportamento que consiste em sabotar a si próprio pela preocupação em ser aceito e compreendido pelos demais ou a necessidade de reconhecimento e inserção na sociedade. Seja na interrupção de uma dieta, em atitudes inapropriadas no trabalho ou problemas constantes em relacionamentos amorosos, tudo pode estar ligado a um problema mais sério.
   A psicóloga clínica do Hospital Amaral Carvalho, Viviane da Silva Clemente, explica que muitas pessoas se autossabotam para não terem que enfrentar situações com as quais não conseguem lidar normalmente, porém essa “autoproteção” é uma distorção da realidade. “Automaticamente, esses indivíduos passam a repetir um ciclo de comportamentos errôneos e destrutivos, para não terem que lidar com mudanças”, explica.
   A palavra sabotar tem origem francesa — sabot, que significa tamanco ou sapato feito de madeira. No século 19, os operários das ferrovias costumavam colocar seus sapatos entre as engrenagens para danificar as máquinas e impedir o percurso normal dos trens.
   O motivo da autossabotagem pode ser a dificuldade em desenvolver alguns recursos emocionais como segurança, confiança ou sentimento de capacidade, o que acaba gerando sentimentos conflituosos. Mas não se trata de uma doença, distúrbio ou transtorno. “Para superar o problema é necessário refletir sobre o que está prejudicando a vida da pessoa e romper com as atitudes relacionadas. Por isso, a presença de um profissional é fundamental para auxiliar na reflexão e incentivar as ações corretas”, completa Viviane.

Dicas
   • Faça sempre uma reflexão diária. Avalie seus comportamentos e atitudes;
   • Proporcione a si mesmo uma organização pessoal. Tenha disciplina e busque propósitos;
   • Observe as situações, as coisas ao seu redor, principalmente seus limites e dificuldades;
   • Acredite em você, na sua capacidade, desempenho e potencialidade;
   • Esteja aberto a aprender sempre;
   • Aceite ajuda. Procure uma pessoa de sua confiança ou um profissional.

 

Autor: Ariane Urbanetto