28/9/2015 - Programa de Prevenção do Câncer Ginecológico realiza projeto com escolas de Jaú

A informação é uma das ferramentas mais importantes, especialmente quando o assunto é promoção de saúde. Para conscientizar a população sobre medidas preventivas e diagnóstico precoce, a equipe do Programa de Prevenção do Câncer Ginecológico do Hospital Amaral Carvalho deu início, em 2011, ao projeto Futuro sem câncer. A ação objetiva orientar crianças desde o ensino infantil, para que disseminem as informações entre seus familiares. Entre os dias 14 e 18 deste mês, ocorreu nas escolas municipais e estaduais de Jaú a segunda edição do evento.

De acordo com a oncoginecologista e idealizadora do projeto, Lenira Mauad, as crianças chamam a atenção de suas mães, avós, tias e todas as mulheres da família, além de aprenderem a se cuidar desde pequenas. “A atividade tem dois aspectos importantes: tornar comum para esses pequenos, hábitos preventivos e os cuidados com sua saúde, e por meio deles, convidar os adultos a também realizarem exames de prevenção”, relata.

Didática

Em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde e Educação, e a Diretoria Regional de Ensino, o projeto tem foco principal na divulgação de conceitos básicos sobre o câncer e seus fatores de risco, por meio de materiais adequados a cada faixa etária.

Com alunos de creches e pré-escola são trabalhados folhetos em forma de convite para ser coloridos e entregues às mães sugerindo que façam o exame preventivo do câncer do colo do útero, o Papanicolaou.

Aos alunos do ensino fundamental (primeiro as quinto ano), foram entregues cartilhas com atividades lúdicas e informativas sobre o Programa de Prevenção do Câncer Ginecológico em Jaú e a importância dos cuidados com a saúde.

Para estudantes a partir do sexto ano, foram distribuídos folhetos explicativos sobre o câncer do colo do útero e seu principal agente causal (o Vírus do Papiloma Humano – HPV), estimulando a prevenção primária para evitar contaminação.

Lenira ressalta que, na semana passada, as escolas desenvolveram diferentes atividades sobre o tema: algumas professoras repaginaram o convite e multiplicaram para que fossem entregues a outros membros da família; outras fizeram jogos e jograis com as crianças, para fixar as informações; e algumas criaram apresentações musicais. “Teve até trabalho manual em uma escola, onde os alunos confeccionaram ímãs de geladeira com o cronograma de orientação do Programa, para lembrar as mães de se prevenirem. É gratificante e emocionante ver o envolvimento dos coordenadores e educadores no Futuro sem câncer. Estão de parabéns. Sem eles, não alcançaríamos nosso objetivo e com tanta graça”, completa.

Galeria de imagens e vídeosclique na imagem para ampliar

Fonte: Sis Saúde

URL: http://migre.me/rNVFh